14 Feb 2019

Pesquisadoras analisam como gestão pública conduz política de urbanização de favelas, atividade que passa por terceirização para empresas privadas

Construções nas margens da represa Billings, que é um dos principais reservatórios de água da Região Metropolitana de São Paulo – Foto: Rovena Rosa / Agência Brasil

Por Jornal da USP 

Estudo revela uma tendência que se instaurou na política pública de urbanização de favelas nos anos 1990: a retirada, dos governos municipal e estadual, grande parte do conhecimento acumulado sobre o entorno de mananciais como os das represas Billings e Guarapiranga, uma parte importante das cidades da Região Metropolitana de São Paulo. Esse conhecimento, presente em documentos que vão de projetos, mapas, até dados estatísticos sobre as famílias que vivem nessas regiões, é fundamental para o planejamento e execução da política pública, mas está, em grande parte, acumulado nos escritórios e nas experiências dos profissionais de empresas privadas chamadas gerenciado...

Please reload

NOTICIAS RECENTES

Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

ORGANIZAÇÃO