21 Jun 2017

Levantamento nas bacias do PCJ indica impactos das perdas físicas na região e faz recomendações para reduzir efeitos negativos

do Juntos Pela Água

SÃO PAULO – A Rede Brasil do Pacto Global e o Instituto Trata Brasil, capitaneados pelo “Movimento Menos Perdas, Mais Água”, apresentaram esta semana um estudo inédito na Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) que associa a perda de água tratada com os riscos para bacias hidrográficas. Intitulado “Perdas de água nos sistemas de distribuição como agravante à vulnerabilidade das bacias hidrográficas”, o levantamento teve apoio da Braskem e da Sanasa, entre outros, e focou no caso das bacias do PCJ, compostas pelos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, que ficam nos estados de São Paulo e Minas Gerais.

“Num primeiro momento, nosso objetivo foi descobrir o que acontece, em termos de perdas, nesta que é uma das bacias mais críticas do Brasil’, diz Alceu Galvão, pesquisador responsável pelo estudo. “Ao final do levantamento, fizemos a...

22 May 2017

Tema desse ano:  Por novas atitudes de cuidad12ª edição do evento propõe reflexão sobre novas atitudes de cuidado com a água e pede o fim da degradação dos mananciaiso com a água

 Foto: CHRISTINA BRAGA

São Paulo, junho de 2017 - A 12º edição do Abraço Guarapiranga, que o correrá no dia 4 de junho, domingo, a partir das 9h, e inaugura as atividades da Semana Mundial do Meio Ambiente, pedindo o fim da degradação dos mananciais.

O evento, que acontece em dois locais, às margens da represa Guarapiranga, contará com diversas atividades culturais, e uma bicicletada que partirá da Praça do Ciclista Av Paulista.

O Abraço Guarapiranga 2017 elegeu como tema “Por novas atitudes de cuidado com a água. Basta de degradação” e conta com o apoio da Aliança Pela Água rede que reúne mais de 60 organizações da sociedade civil como ONGs, movimentos sociais, além do Coletivo de Luta Pela Água e Prefeitura de São Paulo.

Esta edição busca enfatizar que a água não é mercadoria, mas um bem essencial à vida cujo ace...

26 Mar 2017

Número é maior do que o registrado há três anos, no período pré-crise hídrica; governo diz que perdas são normais, pois pressão não é mais diminuída.

Em um ano, vazamentos desperdiçaram o equivalente a três represas de Guarapiranga 

Por Bruna Vieira e Amanda Rossi, TV Globo/G1

O desperdício de água na Grande São Paulo atualmente é maior do que o registrado há três anos, no período pré-crise hídrica. Vazamentos e fraudes fazem com que 31,2% da água distribuída na Grande São Paulo não cheguem às torneiras. O percentual é maior que o registrado em janeiro de 2014: naquela época, 31% da água produzida era desperdiçada.

Dados da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) obtidos pelo SPTV via Lei de Acesso à Informação indicam que o racionamento hídrico refletiu na diminuição do desperdício: em setembro de 2015 o número caiu para 26,8%. Um ano depois, porém, passou o percentual da crise hídrica, chegando a quase um terço do que é produzido.

Gráfico mostra percentual de água d...

Please reload

NOTICIAS RECENTES

Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

ORGANIZAÇÃO