7 Apr 2017

O custo socioeconômico do zika na América Latina e no Caribe ficará entre 7 bilhões e 18 bilhões de dólares entre 2015 e 2017, de acordo com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento  

por ONUBr

O zika afeta desproporcionalmente os países mais pobres da região, bem como os grupos mais vulneráveis de cada país. Economias maiores como o Brasil devem ter a maior parcela do custo absoluto, mas os impactos mais severos serão sentidos em países mais pobres.

O custo socioeconômico da recente disseminação do vírus zika na América Latina e no Caribe ficará entre 7 bilhões e 18 bilhões de dólares (de 22 bilhões a 56 bilhões de reais) entre 2015 e 2017, de acordo com a avaliação de impacto lançada nesta quinta-feira (6) pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), em parceria com a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (FICV).

O relatório “Uma avaliação do impacto socioeconômica do vírus zika na América Latina e no Caribe...

Please reload

NOTICIAS RECENTES

Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

ORGANIZAÇÃO