16 Mar 2017

portal EcoDebate 

Este é um tema recorrente, mas que nem por isso merece ser negligenciado. Imagine se na indústria farmacêutica houvessem perdas de 36 ou 38% nos caríssimos sais que constituem as mais importantes matérias primas. São estimadas perdas bem inferiores a 1% para viabilizar indústrias farmacêuticas.

Na indústria têxtil se estima valores que oscilam entre 1 e 2% de perdas na matéria-prima constituída por fios têxteis. E já se considera este índice muito elevado. Na indústria da construção civil, reconhecida por acolher as frações mais despreparadas de recursos humanos, com mais baixa escolaridade, e neste sentido presta um importante serviço de inclusão social, mas pessoal que por sua reduzida qualificação é desprezado por todos os outros setores.

Mesmo assim, na construção civil, nas pequenas e mais carentes empresas, as perdas são inferiores a 30%, em proporções muito variáveis. Mas isto já é um absurdo. Imaginar que o custo da ineficiência de precisar pagar por uma casa a c...

Please reload

NOTICIAS RECENTES

Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

ORGANIZAÇÃO