21 Jan 2017

por   Edwirges Nogueira -  Agência Brasil

O Governo Federal, por meio da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil reconheceu a situação de emergência em 130 dos 184 municípios do Ceará devido os efeitos da seca. O número corresponde a 70% de todo o território do estado. Este dado inclui as 25 cidades listadas  no Diário Oficial da União do dia 19 de janeiro.

O decreto de emergência cria um sistema jurídico diferenciado para ações de assistência, como atendimento com carros-pipa e montagem de adutoras de engate rápido. Segundo a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), a maior parte dos municípios cearenses em situação de emergência é atendida atualmente pela Operação Carro-Pipa executada pelo Exército Brasileiro, cujo atendimento abrange as zonas rurais. A Cedec mantém carros-pipa atendendo oito cidades. Em sete dessas, o serviço também inclui as zonas urbanas.

O Ceará passou em 2016 pelo quinto ano seguido de seca. O prognóstico de chuvas para parte da chamada quad...

21 Jan 2017

O racionamento de água no Distrito Federal atingiu nesta quinta-feira (19) os moradores de Ceilândia Leste, Taguatinga, Águas Claras, Park Way, Núcleo Bandeirante, Candangolândia e Samambaia.

O rodízio foi anunciado devido ao nível baixo dos reservatórios que abastecem a capital. De acordo com a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico (Adasa) são os menores níveis da história para essa época do ano.

Brasília vive a pior seca dos últimos 30 anos e o nível do volume útil da Barragem do Descoberto está em 19,73%. Já na Barragem de Santa Maria, o nível do volume útil está em 41,04%.

Por isso, moradores de Taguatinga, Ceilândia e Samambaia estão mudando a forma de consumir água para atingir a meta da Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb) de reduzir em 10% o consumo, para preservar os níveis dos reservatórios em cada localidade.

O pedreiro Paulo Souza, morador do Sol Nascente, próximo à Ceilândia, fez uma segunda caixa d'água em sua casa. “Lá em casa eu fiz uma caixa d'água,...

16 Jan 2017

Gabriel Jabur/Agência Brasília

O presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), Maurício Luduvice, classificou como “indispensável” o estoque de água durante o raciomento, que começa em Brasília nesta segunda-feira (16), com interrupção no fornecimento para Ceilândia Oeste, Recanto das Emas e Riacho Fundo II.

Segundo ele, caso as pessoas façam o consumo moderado, a quantidade que fica na caixa é suficiente para o dia sem abastecimento. Ludovice também recomenda que se mantenha a caixa d’água limpa neste período, para frear o desperdício.

A Barragem do Descoberto estava com 18,85% da sua capacidade na sexta-feira (13). “Estocar água pode aumentar o desperdício e, caso os recipientes fiquem abertos, viram ambiente propício para o mosquito da dengue”, alerta Luduvice.

Se o estoque é prejudicial, a atenção à caixa d’água deve ser redobrada. É necessário mantê-la sempre limpa para ter água de qualidade em casa. “Verifiquem a boia. Ela precisa estar nova e limp...

Please reload

NOTICIAS RECENTES

Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

ORGANIZAÇÃO